VirtualBox

Posted by

Neste artigo vou apresentar algumas das opções básicas do VirtualBox e tentar familiarizar o utilizador com a interface da aplicação.

O VirtualBox é um produto multi plataforma de código aberto da Oracle, ele permite que o utilizador crie maquina virtuais de 32 e 64 bits. O produto pode ser obtido aqui.

Na pagina de downloads escolha o sistema operativo em que deseja instalar a aplicação e tenha em atenção a arquitectura (32 ou 64 bits).

 

Após a instalação da aplicação ao abrir o programa pela primeira vez podemos ver alguns dos elementos que nos interessam na interface.

No meu caso eu já possuo algumas máquina virtuais criadas, mas a interface é a mesma. Para criar uma máquina virtual nova clique no botão “New”.

A próxima tela que aparece pede algumas informações sobre as características da máquina que será criada.

Nesta tela escolhemos o nome da máquina virtual (muitas vezes chamado de convidado) e indicamos o sistema operativo.

Aqui indicamos a quantidade de memória RAM que o sistema irá utilizar, aqui a aplicação mostra um indicador muito importante que é a quantidade máxima de memória permitida sem degradar a performance do hospedeiro.

Aqui indicamos que vamos criar um novo disco para o sistema convidado, aqui temos 3 opções, podemos utilizar um disco já existente, criar um novo ou não utilizar nenhum disco.

Aqui escolhemos o formato do disco, neste momento vamos manter o padrão recomendado, no entanto a aplicação permite escolher outros formatos que são compatíveis com outros programas.

Aqui escolhemos a opção “Alocação Dinâmica” que garante que o tamanho do disco vai aumentar consoante a necessidade, caso escolha a opção “Tamanho Fixo” será criado um ficheiro com o tamanho exacto indicado, isto em alguns casos pode ser uma desvantagem quando o assunto se trata de espaço em disco limitado.

Aqui escolhemos o tamanho do disco que desejamos criar.

Aqui podemos ver a nova maquina virtual que acabamos de criar. Do lado direito podemos ver algumas das configurações da máquina. Para arrancara a máquina virtual clique no botão “Start”.

No nosso caso a aplicação detectou que esta é a primeira vez que este sistema é arrancado e nos dá a possibilidade de escolher o CD ou imagem (ISO) de instalação do sistema operativo.

Aqui podemos ver que o ficheiro indicado foi arrancado e podemos proceder a instalação do sistema operativo na nova máquina virtual.

Existem muito mais opções que podem ser manipuladas para que o comportamento da máquina seja realmente o esperado, como por exemplo as definições de rede, de armazenamento (por exemplo acrescentar mais um disco a máquina), partilhar pastas entre o hospedeiro e o convidado, etc.

Espero que esta breve apresentação do produto tenha sido útil e que permita ao leitor ter um pouco mais de conhecimento e familiaridade com a aplicação.

Obrigado e até a próxima.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.